terça-feira, 15 de fevereiro de 2011

Cavaleiro de ouro: Rasgado(Ou aldebaran) de Touro



Rasgado de Touro

 

Hasgard
ハスガード
Hasgard.png
Cavaleiro de Ouro
Rasgado (Hasgard) de Touro (牡牛座のハスガード,Taurasu no Hasugaado) é um dos personagens principais da série Saint Seiya: The Lost Canvas, de Masami Kurumada e Shiori Teshirogi.

Origem do nome Editar a secção Origem do nomeEditar

Rasgado é uma palavra na língua portuguesa originada do latim rasicare, que significa franquezasinceridade.
Mas apesar de esse ser seu nome de nascimento, em The Lost Canvas, parece algo comum que Os Cavaleiros de Touros escolham substituir o próprio nome pelo nome da estrela mais brilhate de sua constelação guardiã, "Aldebaran".
Uma outra caracterísitca notável é que o nome "Aldebaran" é uma leitura forçada para os Kanjis que significam "Estrela Gigante" (巨星, Kyosei)

Histórico Editar a secção HistóricoEditar

Rasgado é um dos doze Cavaleiros de Ouro que defendiam o Santuário de Atena no século XVIII, durante a invasão de Hades. Hasgard usa o nome Aldebaran porque esse também é o nome da estrela alfa da constelação de Touro. "É o cavaleiro de Ouro mais forte fisicamente e com maior agilidade dentre os 12 dourados." (Mangá nº5).
Hasgard possui três discípulos: Selinsa (uma mulher), Salo e Teone.
A primeira aparição de Rasgado é no capítulo 27, quando Dohko tenta passar pela Casa de Touro. Ali, os dois começam uma longa conversa, onde Hasgard comenta com Dohko algo de suspeito vindo do cavaleiro Asmita de Virgem, em quem nunca confiou muito, porem após a morte de Asmita em prol a Atena, Hasgard se desculpa com Asmita e deseja que ambos tivessem conversado mais em quanto Asmita era vivo.
O destaque maior de Hasgard fica por conta da luta contra o espectro Kagaho de Benu. Além de defender Atena do ataque de Hades, juntamente com Sísifo de Sagitário.
Tudo começa no capítulo 35, onde os Espectros mortos por Albafica de Peixes renascem, pois não foram derrotados antes da criação do rosário. Eles decidem investir contra o Santuário, mas são detidos por Hasgard. Dentre os Espectros está Byako de Necromancer. Após o combate, Dohko aparece e conversa com Hasgard. Quando Dohko se retira, Kagaho de Benu surge para se vingar de Dohko, que ferira Alone/Hades anteriormente. Dohko vai embora, e Kagaho acaba sendo confrontado por Hasgard de Touro.
A luta começa intensa, com Rasgado abandonando a Postura de Iai por alguns instantes para se defender dos rápidos ataques de Kagaho. O Espectro, que demonstra ser tão forte quanto um Espectro pode ser, admite que só se importa em proteger Hades, não ligando para os demais fatos que ocorrem na Guerra Santa. Durante esse momento, Hasgard percebe que Kagaho não possui a essência maligna, característica dos Espectros, e o avisa sobre isso.
Kagaho continua atacando Rasgado, conseguindo arrancar seu elmo, e fazendo com que o Cavaleiro de Touro saísse da posição de defesa definitivamente. Então ambos começam a trocar insultos. Hasgard questiona a velocidade do Espectro de Benu, enquanto Kagaho critica a posição de ataque e defesa do Cavaleiro de Ouro. Quando Hasgard acerta um forte golpe e está prestes a eliminar Kagaho, eis que o espectro ataca com aCrucificação Ankh, impossibilitando qualquer ação de Hasgard. Então Kagaho de Benu se prepara para desferir o seu maior golpe: Vendaval da Coroa do Sol.
Depois, Dohko chega ao local e Kagaho pretende enfrentá-lo, mas Hasgard continua vivo e com forças para lutar. Os 3 discípulos de Hasgard chegam ao local, e o Cavaleiro de Touro prepara uma nova técnica para vencer Kagaho. O Espectro de Benu ataca com 3 instâncias da Vendaval da Coroa do Sol, que Rasgado repele facilmente. Utilizando a nova técnica, Titan's Nova (Supernova Titânica), Hasgard cria um terremoto que destrói parcialmente a Surplice de Benu e fere Kagaho.
Rasgado de Touro diz que no fundo Kagaho é bom, e por isso está vivo. Depois, devido à exaustão, Hasgard cai no chão. A luta entre Hasgard e Kagaho vai até o capítulo 41.
Pouco tempo depois do término desse combate, Alone/Hades ataca pessoalmente o Santuário. Rasgado, muito machucado, não pode fazer muita coisa. Então mais dois Espectros, enviados por Pandora, atacam: Kiew de Durahan e Wimber de Morcego. Hasgard vence rapidamente o Espectro de Morcego, mas acaba morrendo na luta contra Kiew, onde o Espectro também morre, no embate entre as técnicas mais poderosas de ambos.

Habilidades de Luta Editar a secção Habilidades de LutaEditar


Grande Chifre de Hasgard.
Felipe.hieiCriada por Felipe.hiei
Grande Chifre (グレートホーン, Gureito Hoon, do inglês "Great Horn"): Sua principal técnica. O poder ofensivo da técnica é grande o suficiente para pulverizar um guerreiro completo, com sua armadura. A fim de melhorar o poder e a força do seu Grande Chifre, Hasgard tem uma posição com os braços cruzados, uma estratégia similar ao estilo do iaijutsu da espada japonesa: com esta pose, Hasgard pode reagir de imediato contra os ataques do inimigo, e descruzando os braços, o contra-ataca com tanta rapidez que o inimigo não é capaz de perceber o golpe antes de que Hasgard cruze os braços de novo. A força oculta do touro reside neste ataque. O Cavaleiro de Touro adota uma postura tranquila com os braços cruzados e desde essa posicão ele armazena cosmo energia, enquanto espera seu oponente atacar. Quando isso acontece, em um instante, ele descruza os braços rapidamente e se aproveita da tensão relaxada para ganhar uma importante aceleração, e executar seu movimiento com grande rapidez, propulsionando uma onda de choque devastadora na velocidade da luz capaz de pulverizar o inimigo, similar a força de um touro. Possui um ponto fraco, quando Hasgard descruza os braços os pontos vitais dele ficam vísiveis e fáceis de acertar, foi desse ponto fraco que o Kagaho congeguiu derrubar-lo. Por vezes, a energia toma a forma de um imenso touro.


Supernova Titânica de Hasgard.
Felipe.hieiCriada por Felipe.hiei

Supernova Titânica (タイタン・ズ・ノヴァ, Taitan'zu Nova, do inglês "Titan's Nova"): Abandonando a postura original, Hasgard atinge o chão e cria uma gigantesca explosão que destrói todo o solo ao redor; o adversário é acertado tanto pela energia da explosão quanto pelas rochas projetadas no ar e acaba soterrado por elas quando caem, empurrando o alvo direto para o foco da explosão. A pressão do golpe é muti mais forte do que o Grande Chifre. A explosão é capaz de sobrepujar golpes fortes, como fez com o golpe de Kagaho.




Obs: eu não inventei o nome dele é esse mesmo

Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário